Medidas de distanciamento ditam novas formas para seguir a rotina

 

Na medida do possível, cidadãos tentam dar certa normalidade à rotina em locais
onde o coronavírus já registrou picos de infecções. Em diversos lugares pelo mundo,
a orientação para seguir o isolamento social e o distanciamento mantém-se firmes.
Porém, com a necessidade de retomar os trabalhos em alguns segmentos, e também
o lazer nas cidades, novas medidas estão sendo tomadas.

Como alguns lugares pelo mundo estão se adequando ao "novo normal"

Na Espanha,

crianças puderam começar a sair de casa e passear com os pais. Elas têm que estar acompanhadas de um adulto e não estão autorizadas a brincar com os vizinhos, nem a se distanciar mais de um 1 km de casa. Além disso, toda atividade deve ocorrer no período de, no máximo, uma hora.

Algumas praias espanholas também já estão liberadas para atividades recreativas. As autoridades estão controlando o acesso e a distância de segurança entre os banhistas.

 

Como alguns lugares pelo mundo estão se adequando ao "novo normal"

⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Na Itália, as piscinas públicas e os parques aquáticos foram reabertos, mas com um critério minucioso: deve-se manter uma distância de 7m entre as pessoas na água e 1,5m entre as espreguiçadeiras. Além disso, há medição de temperatura, e é proibida a entrada de quem está com 37,5°C ou mais. Também há uma lista de visitantes, para isolar um caso positivo de pessoas com quem ele tenha tido contato.

 

O retorno às aulas

Um dos temas mais complexos de se definir um protocolo é na área da educação. Em todo o mundo, cidades planejam e se organizam para que esse retorno seja o mais seguro possível.

 

Como alguns lugares pelo mundo estão se adequando ao "novo normal"

⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Em geral, as salas de aula foram reorganizadas de maneira que as mesas dos alunos fiquem a pelo menos um metro de distância entre elas. A recomendação é feita pelo governos da França e da Dinamarca. Em Israel, essa distância é de dois metros. Na Dinamarca, além da distância de um metro entre as mesas dos alunos, o professor deve ficar a dois metros do estudante que senta mais próximo dele. Os horários de aula também são variados, possibilitando que os portões sejam utilizados de forma a separar entrada e saída dos grupos. Os pais também são orientados a se despedir dos filhos fora da escola e devem pedir permissão, caso precisem entrar no estabelecimento.

Alguns países adotam inclusive paredes acrílicas para evitar que gotículas da fala sejam trocadas entre os estudantes e entre estudantes e professores, como é o caso da Coreia do Sul.

 

Como alguns lugares pelo mundo estão se adequando ao "novo normal"

⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Soluções Lúdicas

Para estudantes menores, mantê-los afastados é um desafio. Uma solução lúdica, feita com asas de papelão, foi adotada na província de Shanxi, na China, para lembrá-los a distância que precisam ficar uns dos outros.

 

Como alguns lugares pelo mundo estão se adequando ao "novo normal"


O mundo do futebol

já retornou com os campeonatos em vários locais do mundo, inclusive no Brasil. Apesar de tudo, os portões seguem fechados para os torcedores, e com isso, clubes apostam em fotos de torcedores na arquibancada para a torcida se sentir presente nessas partidas, e os jogadores estimulados.

⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Como alguns lugares pelo mundo estão se adequando ao "novo normal"

⠀⠀⠀⠀⠀⠀

A ideia começou na Alemanha, que retomou futebol lá em maio, quando a primeira onda da COVID-19 já tinha diminuído no país. A associação de torcedores do Borussia Mönchengladbach lançou um plano no qual cada torcedor do clube vira um totem. Eles são feitos de papelão no tamanho real dos torcedores. Os objetos são à prova d’água e vendidos por 19 euros (cerca de R$ 120,00). 

⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Como alguns lugares pelo mundo estão se adequando ao "novo normal"

⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Os consultórios odontológicos também se adaptaram

A pandemia da COVID-19 fez com que muitos profissionais de saúde tivessem que modificar a conduta de atendimentos, seguindo protocolos específicos. A odontologia é uma das áreas indispensáveis para a saúde e, diante do cenário de isolamento social em razão do coronavírus, passou por adaptações para a realização de atendimentos.

A cada atendimento a sala deve ser esterilizada, garantir boa qualidade de ar no ambiente e evitar ao máximo a produção de aerossóis.

Os pacientes devem ser orientados a não virem acompanhados. Na sala de espera é preciso manter uma distância de dois metros entre os atendidos e remover todos os materiais de leitura e brinquedos desses locais.

Como alguns lugares pelo mundo estão se adequando ao "novo normal"

⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Atualizações e novidades sobre saúde e odontologia

Desde que a pandemia começou, a DFL tem se reunido virtualmente com especialistas e organizado informações importantes para divulgar aos profissionais da área. Em nossos sites e perfis, já publicamos diversos conteúdos sobre o assunto e estamos realizando lives semanais com grandes nomes do segmento. Além disso, lançamos testes de COVID-19 do tipo rápido e PCR, numa ação de ampliar a capacidade de testagem em nossas cidades.

Como alguns lugares pelo mundo estão se adequando ao "novo normal"

Fontes: 

G1

Uol

Folha de SP

Agora SP

Globoesporte.com

LeiaJa - IG